Quarta-feira, 23 de Abril de 2008

AMANTES/ESPOSAS/ESPOSOS/AMANTES

AMANTES/ESPOSAS/ESPOSOS/AMANTES


Nem só de pão...


Cuidado esposas (os). Estejam alerta, o casamento não se pode transformar numa simples conveniência. - os filhos, o lar, a casa a segurança aparente.

Se a ser amante, é um título mal visto na sociedade, ser marido ou esposa sem essa vivência (amantes) é maldição para o casamento.
O romance implica novidade, improviso, aventura na surpresa de amar, sem medo nem vergonha. A aventura entre os dois elementos do casal é tão necessária para a alma como o alimento para o corpo.

Homens e mulheres são ensinados a pôr de parte a aventura com o fim da adolescência, nada mais errado. Nem só de pão vive o homem mas de todo o ensinamento inserido no manual do Criador (fabricante). O amor é compreensivo, tolerante; não é invejoso. No casal, não pode haver medo de ousar; senão ousarem, morrerão por dentro. O casamento não pode ser um saco fechado, onde o oxigénio escasseia e consequentemente mata o futuro, onde a esperança vai esmorecendo.

O amor, também se aprende. Para ser amado, não basta amar tem de aprender a ser amado (a).

*VIVA O MOMENTO*

Uma esposa (o) pode tornar-se tão obcecada com o futuro que deixa de viver o presente. Tudo é para amanhã: a educação das crianças, a casa maior e mais luxuosa, a tal viagem, a lua de mel adiada, a reforma. Esposa e esposo, tem de deixar de ser tanto "mulher/marido e serem também mais amantes, na forma do verbo amar na primeira pessoa do plural "nós amamos".

Muitos casais são excelentes amantes, com casamentos estáveis e lindos porque, enquanto crianças e adolescentes, (não é regra)...interceptaram por vezes um olhar inconfundível entre o pai e a mãe. Notando a evidência desse segredo mágico; é natural que mais tarde, essa criança queira também que essa magia dos pais, dele seja também.

O melhor ensino do amor não são os ensinamentos de anatomia, porque disso as nossas crianças sabem muito bem. Não são as miríades de posições largamente difundidas, mas sim a imaginação ...muito mais que a pseudo-educação sexual.

A esposa sensata cultiva pelo menos uma actividade do seu agrado e alimenta-a continuamente. Se os filhos e o marido se insurgirem, paciência; nós maridos temos de aprender a respeitar o espaço da nossa esposa. Todos sofrerão se o casamento se atolar em monotonia e indiferença.
tags:
publicado por Pjsoueu às 22:11
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. CÉU DE AMOR

. OLHAR DE AMOR

. OLHAR TRISTE NAS RUAS DA ...

. Ao meu olhar

. Dança da Alegria

. De volta -

. Memórias do Alentejo(foto...

. - COMPROMISSO, PORQUE TE ...

. »»»O Trigo e o Joio«««

. Memórias, sabores e cheir...

.arquivos

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds