Segunda-feira, 31 de Março de 2008

ABORTO, PARADIGMA DA VIDA?

                                                                                


Um amigo da família, com um sorriso emocionado,  dizia: _ Ontem o meu filho (  de 7anos)veio ter comigo e com a mãe, pendurou-se no meu pescoço e disse:
_"pai, mãe...obrigado por não me terem "abortado", sinto-me tão feliz por isso.......

 
Sempre que este termo "aborto" vem ao meu ouvido, desce ao âmago do meu sentir, nesta alma que não aceita, revolta-se dentro de mim; indigna-se, mesmo que o comandante cérebro ordene a complacência, dentro de mim há uma repulsa que não controlo.

Eu respeito as diferenças, as pessoas que o fazem não as condeno. Mas,  dentro de mim há sempre um grito de vida lutando contra tudo que é morte. Morte do meu filho que não nasceu, morte do teu que já foi meu; não, não me obrigues a dizer sim , ao que afinal já morreu, quando dentro de ti o futuro não aconteceu.
Sim, me esforço, transpiro compreensão. Problemas económicos? _"aborto é solução".
Problemas emocionais? _ aborto é solução": Problemas de e de e de? _aborto é solução.

O meu filho de  16 anos dizia - me:
 - Pai, agora a "coisa" resolve-se assim: _ Opá hoje vamos ao cinema, hum... diz a outra" ná hoje apetece-me fazer algo".. vamos fazer um aborto."...
 
 Claro que é uma caricatura, mas, noto que se está a "usar" a vida e a morte com muita facilidade, fazendo delas negocio sem pudor nem o mínimo de reservas.

Não te condeno; mas não me condenes pela simples razão do meu coração ser sincero.

publicado por Pjsoueu às 14:16
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De Luz a 1 de Abril de 2008 às 11:55
Eu sou a favor mas não levianamente.

Costumo dar este exemplo:

Nós não programamos o nosso filho, fiquei grávida com D.I.U. mas nunca posemos a hipótese de interromper. É sem dúvida o melhor que temos.

MAS, há um mas, se eu não tivesse as condições que tenho, se não lhe pudesse dar pelo menos o que tive (um patamar difícil) não o teria.
Já falei disto várias vezes lá (blogue), acho que há um mínimo. Acho completamente inconcebível que se tenham filhos quando não se tem nem para comer, quando não se pode prestar cuidados de saúde, conforto (não falo de tv, PS3 ou Wii), falo de uma cama quente, falo de roupa apropriada à época, falo de edredon anti-alérgico quando têm alergias em vez de cobertores, falo de uma casa quente... E tempo para eles, para os acompanhar. Há muita boa gente com dinheiro que lhes dá tudo (material) mas não lhes dá amor, atenção, carinho, não ajuda a fazer t.p.c. nem sabem do que eles gostam mais!

Não posso concordar que o aborto seja um método contraceptivo, mas também não acho que seja uma coisa que uma mulher faça de ânimo leve, ora hoje não tenho nada na agenda vou abortar. Não creio! O aborto tem uma carga emocional elevadíssima. Já vi algumas no hospital e não é nada fácil.

Por vezes deparo-me com pessoas que dizem que onde come um comem dois e eu nunca consegui entender como isso é possível. Pelo menos cá em cada ainda não se faz a multiplicação do pão.
Em muitos casos fazer sacrifícios não chega para os poder ter pois já os fazem mesmo sem eles, e muitas vezes chegam a ter de cortar no essencial - a alimentação!

Fica bem


De Pjsoueu a 1 de Abril de 2008 às 14:23
LUZ:
sei que este assunto é muito delicado, por isso tudo o que escrevi, foi na base dos meus sentimentos íntimos, onde eu mesmo não interfiro, Reajo"..simplesmente
Compreendo alguns dos teus argumentos, no entanto permite que deixe um "considerando:
_ A sociedade actual é adversa a compromissos e valores
é contraria a sacrifícios; olhando primeiro para o umbigo (é uma crítica generalizada) e só mt depois para o essencial.

Perante isto eu defendo e vivo ( não julgo nem condeno quem faz diferente)...vivo no sentido em que a vida de alguém, vale mais que todos os sacrifícios que eu possa fazer, se esse esforço contribuir para que alguém viva. e Viver com alguma dificuldade é preferível do que não viver.
Compreendo o sofrimento psíquico e até moral de quem o faz, mas pra mim uma vida mais vale do que o mundo inteiro!

Sempre considerando!:)



De Luz a 2 de Abril de 2008 às 08:48
A sociedade é adversa e será cada vez mais.

É preferível viver com sacrifício do que não viver, mas já viste aquelas crianças que vivem em ... barracas... eu não lhe queria chamar isso mas não encontro outro nome, chove lá dentro, há ratazanas, não têm água, luz... Isso é viver?? Para mim não!


De Luz a 2 de Abril de 2008 às 08:52
Agora para me meter contigo:

Ontem na reunião... adivinha...

Não, não, o meu telemóvel não tocou uma única vez mas o da professora do meu filho tocou, e tocou bem alto !!!!!

LOLOLOLOLOLOL

Diz ela:
Deve ser o meu marido... ahhh não, é uma amiga minha!!!

Estás a ver... Os professores são piores que os alunos!!
Ontem ainda nos fartamos de rir, ela embora professora também é mãe e tem a mesma opinião que eu. Estás a ver o resultado das duas juntas com ideias tão parecidas não estás?!!


De Pjsoueu a 2 de Abril de 2008 às 09:43
rsss lollll
Luz, tu és Única ,.... rss
Sabes que ontem tb estive numa acção de formação....( empresarial).... então eu...para "picar" a Formadora.. rsss accionei o alarme do meu telemóvel .. rss abri muito os olhos para ela fazendo que estava assustado com a possível sanção. Ela chegou perto de mim, com o dedo em riste e disse: Sr.Paulo agora vai ser castigado e colocado no tronco com 50 chicotadas.....Foi a risada total... rsss Bom diaa


De Luz a 3 de Abril de 2008 às 08:36
Bom dia,

Ainda bem, se eu não fosse única o meu marido suicidava-se, já viste uma chata como eu a dobrar?!!!??? LOLOLOLOLOL

Até docentes gozam com a situação...

Viste ontem um professor que foi afastados por agredir alunos com necessidades especiais???

Bj


De Pjsoueu a 3 de Abril de 2008 às 08:55
Não vi..
Um professor ou outro técnico pedagógico não é digno de exercer esse "ministério", quando usa a agressão, principalmente a, e, com quem não se pode defender . Considero isso um caso de justiça elementar!

Mas que coisa, desculpa, antes de qualquer consideração, devia ter cumprimentado tão digna "Nina"...mesmo que seja agradavelmente "Chata" e persistente nas ideias que defende!!! rss Bom diaaaa


De Luz a 3 de Abril de 2008 às 11:48
LOL A Nina não se importa!!!
bj


De sonjita a 3 de Abril de 2008 às 21:45
Olá... passaste no meu canto e eu vim visitar. O aborto é realmente um assunto controverso e todas as opiniões têm que ser respeitadas, desde que fundamentas. Eu sou a favor da escolha... mas acho que a escolha deve ser feita com consciência. Não me parece que as coisas sejam com o teu filho as descreve... fazer um aborto não é comparavel a ir ao cinema ou comer um gelado. Quem passa por isso deve sofrer e não deve ser pouco... não me parece que alguém queira usar o aborto como anti-contraceptivo.
Fica bem
Bjs


De Pjsoueu a 3 de Abril de 2008 às 22:54
Sonjita , antes de mais quero agradecer a tua visita.
_Relativamente ao assunto em epígrafe", é evidente que é um assunto muito delicado e nunca fácil para quem o faz. No entanto usei o "brincar" do meu filho para evidenciar certos argumentos e práticas eventualmente "facilitadoras" perante um assunto de grandeza e valor sem preço, UMA VIDA!...
permite que termine usando a frase do post .."
"""não me condenes pela simples razão do meu coração ser sincero"" e serei sempre o melhor amigo que alguém pode querer!!


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. CÉU DE AMOR

. OLHAR DE AMOR

. OLHAR TRISTE NAS RUAS DA ...

. Ao meu olhar

. Dança da Alegria

. De volta -

. Memórias do Alentejo(foto...

. - COMPROMISSO, PORQUE TE ...

. »»»O Trigo e o Joio«««

. Memórias, sabores e cheir...

.arquivos

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds