Sexta-feira, 30 de Maio de 2008

Se não tiver amor...



..As muitas águas não podem apagar o amor, nem os rios afogá-lo...(Cantares de Salomão 8: 7)


Suave é o cheiro dos teus perfumes; como perfume derramado - é o teu nome (Ct:1:3)


Estes versículos são retirados do livro Cantares do rei Salomão, Rei sábio.



tags:
publicado por Pjsoueu às 19:38
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 29 de Maio de 2008

Eu Tu e o Filho do nosso Amor

************************* (foto de Pj)**************************
Um dia na eternidade do passado, eu sonhei
sonhei o vento no teu vestido dançando
vi na quimera da verdade livre te amei
o teu olhar apaixonado por mim esperando.

Um dia no sempre te encontrei, meu sonho
naquela realidade te vi no primeiro olhar
teu doce sentimento em mim me amando
viver diariamente soletrando o verbo amar.

Quando as lágrimas nos encontraram aqui
olhei teu olhar perdido em mim com fulgor
juntos subimos ao altar da promessa em ti
a Trindade nos doou o filho do nosso amor
tags:
publicado por Pjsoueu às 15:27
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Terça-feira, 27 de Maio de 2008

***Quem sou eu ?***

**************************( foto de Pj)******************

No dia 14 de Fevereiro de 1962, nasci na freguesia e concelho de Reguengos de Monsaraz. Os meus pais, naturalmente, ficaram “vaidosos” por ter nascido como primogénito, um indivíduo do sexo masculino. Registaram-me com o nome de Paulo J. Conde Paulino.

Como já calcularam, se a matemática não estiver errada, actualmente tenho 46 anos, sou empresário, sócio gerente de uma empresa de transformação de mármores, granitos e outras rochas.

Sou pai de um rapaz parecido comigo, claro, só podia, afinal ninguém pode negar que foi a melhor “obra” realizada por mim, claro, e pela minha esposa. (não consigo evitar o sorriso largo ao escrever estas “vaidades” pessoais).

Quanto ao meu aspecto físico, não sei se apresente a versão da minha mãe, ou a realidade. É que, para ela, sou o mais “lindo” do mundo. Caindo na “real” (permitam que use um “brasileirismo”), tenho cerca de 1,68m de altura, olhos verdes, o meu cabelo, o que resta dele, é castanho claro (não pensem que sou careca, está é mal distribuído!). (de novo o riso foi evidente em mim).

Quanto à minha maneira de ser, vou pensar, colocando o cotovelo esquerdo firme na secretária, azul lavrador, com o meu queixo encaixado na palma da minha mão, assim penso melhor:

“Ora bem...sou teimoso, curioso, pronto a ouvir quem comigo convive e trabalha, compreensivo, quase sempre, persistente nas minhas ideias, caminhando para os alvos que pretendo alcançar, mesmo que demore anos. Reconheço que, mesmo disfarçadamente, detesto perder, enganar-me ou que seja criticado quando sei que os críticos não têm competência para o fazer.

Preferencialmente, gosto de viajar, ler, ouvir e discursar perante uma plateia de pessoas com interesses similares, por isso prefiro a área de linguagem e comunicação.

Gosto imenso de uma boa história, de vida ou fantasiosa.Sou musico nas horas disponíveis Na época que vivemos, as novas tecnologias, necessariamente, fazem parte do nosso dia-a-dia, tanto a nível profissional, como no aspecto do lazer. Assim, já me atrevi a “ter” dois blogues nos quais escrevo quase diariamente, sobre temas da actualidade, política e não descurando os textos poéticos. Já me visualizam? “please”, eu a usar o Inglês, olhem para mim com a benevolência da minha mãe, e serei mais lindo.

tags:
publicado por Pjsoueu às 23:19
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Segunda-feira, 26 de Maio de 2008

*** :):):):):::))Sorrir:)Contigo...

:))))))))))))))):))))))))):) - (foto de Pj soueu)..no Alentejo....
avulsos, mas são meus versos... de amor sem termo...

Gosto de rir ao escutar-te
Gosto de sorrir e lembrar-te
Gosto do que dizes no silêncio
Gosto quando rimos juntos
Gosto de amuar com abraços
Gosto de abraçar d`amuamento
Gosto dos beijos quando vejo
Gosto do que sinto e te beijo
Gosto de ser eu, um em ti
Gosto de amar e sorrir :)
Gosto d`aqui e amo ali
Gosto de ti, porque gosto :)
tags:
publicado por Pjsoueu às 16:59
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Sexta-feira, 23 de Maio de 2008

...Quando o verão chegar...

- Algarve- ***** Foto de Pjsoueu****


"Da figueira, pois, aprendei a parábola: Quando já o seu ramo se torna tenro e brota folhas, sabeis que está próximo o verão...( S. Marcos 13 : 28) " Este texto bíblico usa a alegoria dos sinais indicando a proximidade do verão.

Quantas vezes são enviados sinais à nossa vida para entendermos o caminho para onde caminhamos... Quantas vezes pessoas nos avisam, e nós, na nossa "sábia teimosia" continuamos sem escutar...

Quantas vezes estamos a ver o perigo mas preferimos bater com a "cabeça" e só depois reconhecemos a nossa falta de inteligência nesse caso específico...
Quantas vezes ... quantas vezes... quantas vezes...

tags:
publicado por Pjsoueu às 14:02
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Sábado, 17 de Maio de 2008

espelho de água -Alqueva- (Fotos de pjsoueu)




Esta tarde


fui visitar


o paredão da


BARRAGEM DE ALQUEVA. :)


Não fui sozinho. Fotografei tudo...quer dizer: Quase tudo ...lol...


Foquei a objectiva na linda paisagem do meu Alentejo... gostei de estar com quem gosta de estar comigo entre " estevas, aloendro e alecrim
:).

Enquanto olhava a natureza, alguns pensamentos de índole cristã, lidos antes, vieram à minha mente:

"
Não estejais ansiosos quanto à vossa vida...Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário?...Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem ceifam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não valeis vós muito mais do que elas?...Olhai para os lírios do campo, como crescem; não trabalham nem fiam;contudo vos digo que nem mesmo Salomão em toda a sua glória se vestiu como um deles.Buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas...Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã; porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.
(Da BIblia, Jesus para os cristãos)"
tags:
publicado por Pjsoueu às 22:21
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Quarta-feira, 14 de Maio de 2008

****Crescei e Multiplicai-Vos...***

Horizontes da Fecundidade - “Crescei e multiplicai-vos...


No jornal “notíciasalentejo” foi puxado para a primeira página um excerto do artigo publicado sobre a conferência realizada no Auditório da Universidade de Évora cujo tema foi “Horizontes da fecundidade em Portugal: das estratégias individuais ao futuro da sociedade”.

Fiquei impressionado com o facto evidente dos Países da Europa Ocidental e do Norte, antes referidos com menos natalidade, serem agora mais fecundos do que os Países do Sul onde está incluído Portugal.


Portugal está a envelhecer, os jovens são menos; a vontade de ter filhos não é viável devido às condições económicas e sociais, e a esterilidade também é evidente.


O que fazer perante esta dificuldade, aparentemente sem uma solução à vista?


- Importamos casais férteis? - Vamos exterminar a televisão para ter mais disponibilidade para o acto de bem fazer? - Vamos exigir à classe política que faça uma lei que obrigue a ter mais relações, para que a cegonha nos visite mais vezes? - Haja ideias e políticas que promovam eficazmente a natalidade no nosso aprazível Portugal.




tags:
publicado por Pjsoueu às 14:58
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Terça-feira, 13 de Maio de 2008

***amar no mar dos teus olhos***

Sonhei, amar no mar dos teus olhos

sonhei amar no mar dos teus olhos

sorri na penumbra, alvo anoitecer

porque na noite és Sol iluminando

meus passos, de amores perfeitos

multicores, pétalas ao amanhecer.


Sonhei a tua mão na minha mão

percorri cada estrada, vivi emoções

sorri as lágrimas, feliz quando triste

nesta alegria de viver, senti comoção;

recebi o fruto lindo, me ofereces-te

o melhor tesouro, foi natal de verão.


Juntos, viajantes no eterno é sempre

ontem, foi hoje o amanhã também.


Sonhei amar no mar dos teus olhos

sorri na madrugada, no alvorecer

vi o teu sonhar quando adormecida

o teu perfume de amores perfeitos

amei o sorriso, sereno amanhecer.


Amo, amar no mar dos teus olhos.





tags:
publicado por Pjsoueu às 15:27
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Sábado, 10 de Maio de 2008

*** Solidão no meio da multidão***

- Foto de pjsoueu ( cidade de Amadora à noite) -

Esta foto não tem muita qualidade, (fotografei com telemóvel). O parque está lindo, faço votos para que os utentes o preservem e "usem" para melhorar a qualidade de vida no bairro.

No entanto o que vi de maior relevo, não foi a beleza das quedas de água ou o colorido das flores plantadas em cada canteiro, mas a distancia solitária das famílias, algumas sem o serem. Consigo ver, sem ver, dentro dos velhos prédios que circundam o espaço, o medo de sair à rua, o medo do futuro por não terem futuro.

Vivendo no Alentejo ainda vivo a qualidade de vida almejada por muitos citadinos. No entanto, quero afirmar que, a melhor qualidade de vida, existe quando as famílias ainda o são. O bem estar interior, seguro, ainda é verdadeiro, quando conhecemos os vizinhos e podemos dizer sorrindo: -Bom dia vizinha Maria, o vizinho Manuel está melhor?-

A liberdade existe? - no coração e mente jamais pode morrer, mas viver, nos actos diários de quem vive nessas cidades, envoltas em dificuldades sociais e por consequência "morais" estragando a vida de quem sonhava nos anos 60, 70 viver na metrópole uma vida de sonho para si e para toda a família.

Ainda guardo na memória o tempo que corria livre com os amigos, e a namorada, entre Benfica, Amadora ou mesmo, `a época, no maior bairro clandestino da Europa, Brandoa. O medo não existia, mas sim a liberdade de sonhar o futuro.

Hoje ainda é tempo de reflectir o futuro olhando o presente alicerçados no passado.
tags:
publicado por Pjsoueu às 15:18
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Quarta-feira, 7 de Maio de 2008

"O PAPALAGUI - " Homem mais Civilizado?





Quando estive a visitar a Marta e o Tito, conversámos sobre tudo e nada; o "desporto" que dá saúde às amizades, fortalecendo-as na medida da qualidade dos exercícios praticados, nesse saudável "bate papo".

Em dado momento o Tito perguntou-me se já tinha lido o livro " O PAPALAGUI", respondi que não, ele de imediato, como é seu timbre, prontificou-se a emprestar-me. O pequeno livro é uma pérola, pela ingenuidade sábia de quem proferiu os discursos apresentados no manuscrito referido.

Permitam que transcreva o primeiro parágrafo da introdução, como nota explicativa do significado da obra:

O "Papalagui" - ou seja o Branco, o Senhor- é este o nome dado aos europeus nos discursos do chefe de tribo Tuiavii de Tiavéia, nos mares do sul.
Através do olhar deste chefe indígena, da longínqua ilhota de Upolu, pertencente ao grupo de Samoa, Polinésia, descobrimos a nossa própria imagem, com uma simplicidade que nós Europeus já perdemos.


Entre os diversos capítulos, quero referir alguns excertos. Dizia o Chefe Tuiavii:

"Como vivem obcecados pelo medo de perderem o seu tempo, todos os
Papalaguis - sejam homens, mulheres ou crianças - sabem com exactidão quantas vezes nasceu o sol e a lua desde que viram pela primeira vez a luz do dia. Este acontecimento é considerado tão importante que o celebram, a intervalos de tempos fixos e regulares, com flores e grandes festas.


Ter uma idade, quer dizer: ter vivido um determinado numero de luas. Isto de se perguntar qual o numero de luas, apresenta grandes perigos, pois assim se acabou por determinar quantas luas dura em geral a vida dos homens. Ora acontece que cada um, sempre muito atento a isso, passadas que foram inúmeras luas, dirá: "Pronto! não tarda muito que eu não morra!" Nada mais lhe causa alegria e, de facto, acaba por morrer daí a pouco tempo.


O tempo é calma, paz e sossego, gosta de nos ver descansar. O Papalagui não percebeu o que o tempo é. É por isso que o maltrata, com seus modos rudes.


Oh meus queridos irmãos! Nós nunca nos queixámos do tempo, amámo-lo e acolhemo-lo tal como ele é, nunca corremos atrás dele, nunca tentámos fechá-lo ou cortá-lo em pedaços. Nunca o tempo nos deixou desesperados ou acabrunhados. Não precisamos de mais tempo do que o que temos, temos sempre tempo suficiente.


Sabemos que atingiremos o nosso alvo a tempo. e que muito embora ignoremos quantas luas se passaram. o Grande Espírito nos chamará quando lhe aprouver.


Devemos curar o Papalagui da sua loucura e desvario, para que ele volte a ter a noção do verdadeiro tempo que tem perdido. Devemos destruir as suas pequenas máquinas do tempo e levá-lo a confessar que há muito mais tempo do nascer ao pôr-do-sol do que ao homem lhe é dado gastar."

Ao ler a definição "Ter Tempo" com uma simplicidade tão inocente e sábia, faz-me pensar, se afinal, estamos a viver (usar) o tempo que graciosamente nos é dado, da melhor forma, dando às pessoas que amamos o tempo de qualidade necessária ou andamos tão preocupados com tantas coisas inúteis que só nos trazem infelicidade!??

No texto Bíblico do livro de Provérbios do rei Salomão, está escrito:


-" TUDO tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; tempo de derrubar, e tempo de edificar.


Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar; Tenho visto o trabalho que Deus deu aos filhos dos homens, para com ele os exercitar. Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs o mundo no coração do homem, sem que este possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até ao fim.


Tenho visto o trabalho que Deus deu aos filhos dos homens, para com ele os exercitar.


Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs o mundo no coração do homem, sem que este possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até ao fim. Já tenho entendido que não há coisa melhor para eles do que alegrar-se e fazer bem na sua vida; E também que todo o homem coma e beba, e goze do bem de todo o seu trabalho; isto é um dom de Deus."


Perante tudo isto, será que estamos usando o tempo, no tempo determinado, que seja de construir, pontes, entre os homens e mulheres do nosso tempo, não esquecendo a nossa família?

tags:
publicado por Pjsoueu às 10:43
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. CÉU DE AMOR

. OLHAR DE AMOR

. OLHAR TRISTE NAS RUAS DA ...

. Ao meu olhar

. Dança da Alegria

. De volta -

. Memórias do Alentejo(foto...

. - COMPROMISSO, PORQUE TE ...

. »»»O Trigo e o Joio«««

. Memórias, sabores e cheir...

.arquivos

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds